segunda-feira, abril 15, 2024
Investimento

Investindo com sucesso em Blue Chips: Estratégias e tendências

As ações das maiores e mais consolidadas empresas do mercado são conhecidas como blue chips, e são consideradas investimentos seguros e O que exatamente são Blue Chips?rentáveis no longo prazo.

No entanto, investir com sucesso em blue chips requer conhecer as estratégias e tendências que podem afetar o seu desempenho no futuro.

Glossário do conteúdo do artigo:

Abra uma conta demo gratuita agora em uma corretora 100% segura

O que exatamente são Blue Chips?

Blue Chips são ações de empresas sólidas e estáveis, reconhecidas nacional ou internacionalmente pela sua qualidade, confiabilidade e desempenho financeiro.

Essas empresas são líderes em seus respectivos setores e possuem um longo histórico de sucesso no mercado. O termo “Blue Chips” vem do pôquer, onde as blue chips geralmente têm o valor mais alto.

No contexto financeiro, as Blue Chips representam empresas grandes e estabelecidas que provaram ser financeiramente estáveis, mesmo em tempos de volatilidade econômica. Essas empresas costumam ter uma capitalização de mercado significativa, que indica o valor total de todas as suas ações em circulação no mercado.

Os investidores consideram os Blue Chips como investimentos seguros e confiáveis devido ao seu histórico comprovado de crescimento sustentável, rendimento estável e dividendos consistentes.

Investir em Blue Chips é muitas vezes visto como uma estratégia prudente para construir e preservar riqueza a longo prazo.

Por que investir em blue chips?

Investir em Blue Chips é uma estratégia popular e amplamente apoiada no mundo financeiro, e existem várias razões fundamentais pelas quais os investidores optam por estas ações sólidas e estáveis.

Em primeiro lugar, a Blue Chips representa empresas líderes e estabelecidas nos seus respectivos setores. Estas empresas passaram anos, por vezes décadas, construíndo a sua reputação, desenvolvendo produtos e serviços de alta qualidade e expandindo a sua presença no mercado.

Eles provaram modelos de negócios e demonstraram sua capacidade de gerar receitas e lucros consistentes ao longo do tempo.

Por outro lado, os Blue Chips costumam ter uma capitalização de mercado significativa. Isto significa que o valor total de todas as ações da empresa em circulação é elevado.

Uma grande capitalização bolsista proporciona um certo nível de estabilidade ao mercado e significa que estas empresas têm capacidade financeira para superar os desafios econômicos e, muitas vezes, para investir na inovação e no crescimento a longo prazo.

Além disso, as Blue Chips costumam pagar dividendos aos acionistas. Os dividendos são pagamentos regulares feitos pelas empresas aos seus acionistas a partir dos lucros.

Para os investidores, isto representa uma fonte adicional de rendimento, tornando estas ações especialmente atrativas para aqueles que procuram rendimento passivo e estabilidade financeira.

Outra razão importante para investir em Blue Chips é a resiliência que demonstram durante períodos de volatilidade do mercado. Quando há crises econômicas ou recessões, os investidores tendem a refugiar-se em ações de empresas sólidas e estabelecidas.

As Blue Chips, graças à sua solidez financeira e muitas vezes à diversificação global, tendem a manter o seu valor melhor do que muitas outras ações em tempos difíceis.

Abra uma conta demo gratuita agora em uma corretora 100% segura

Quais são algumas das blue chips mais populares em 2024?

  • Johnson & Johnson (JNJ): A conhecida empresa de saúde e bens de consumo, fundada em 1886, oferece produtos farmacêuticos, médicos e de higiene pessoal. Tem uma capitalização de mercado de mais de US$ 400 bilhões e paga dividendos desde 1944.
  • Berkshire Hathaway (BRK.B): Uma proeminente empresa de investimento e conglomerado industrial sob a tutela do renomado investidor Warren Buffett, esta empresa detém participações em gigantes corporativos como Apple, Coca-Cola, Bank of America e American Express. Com uma capitalização bolsista superior a 600.000 milhões de dólares, esta entidade tem-se destacado pelo crescimento contínuo do valor por ação, consolidando-se como uma referência indiscutível no mundo financeiro.
  • JPMorgan Chase & Co. (JPM): É uma das maiores instituições financeiras do mundo, oferecendo serviços bancários, de investimento, gestão de patrimônio e mercado de capitais. Possui uma capitalização de mercado superior a 450.000 milhões de dólares e é considerada uma referência no setor financeiro.
  • 3M (MMM): É uma multinacional que produz produtos inovadores e diversificados para diversos setores, como saúde, indústria, segurança, eletroeletrônicos e produtos de consumo. Tem uma capitalização de mercado de mais de US$ 100 bilhões e é reconhecida por sua capacidade de pesquisa e desenvolvimento.
  • AbbVie (ABBV): Empresa biofarmacêutica inovadora focada na pesquisa, desenvolvimento e comercialização de medicamentos para tratar doenças graves, incluindo câncer, artrite reumatóide, hepatite C e HIV. A sua capitalização de mercado ultrapassa os 200 mil milhões de dólares, consolidando-a como líder indiscutível no mercado de medicamentos biológicos. Com um foco dedicado na melhoria da saúde global, esta empresa destaca-se pelo seu compromisso inabalável com a inovação médica e pelo seu impacto positivo na vida das pessoas em todo o mundo.

Qual é a melhor forma de investir em blue chips?

Uma opção é comprar ações blue chip individuais por meio de seu corretor regular. Esta opção permite que você escolha as empresas que mais lhe interessam e tenha total controle do seu portfólio. Porém, implica também fazer uma análise prévia de cada empresa, estar atento às oscilações do mercado e assumir custos de transação e comissões.

Outra opção é investir em fundos de investimento ou ETFs que incluam blue chips em seu portfólio. Esta opção permite-lhe diversificar o seu investimento, reduzir o risco e beneficiar de uma gestão profissional de fundos.

Além disso, os fundos e ETFs normalmente têm custos e taxas mais baixos do que as ações individuais. Alguns exemplos de fundos e ETFs que investem em blue chips são:

  • iShares Edge MSCI World Mínima Volatilidade UCITS ETF : Este é um ETF que investe em ações de empresas globais com baixa volatilidade, muitas delas blue chips.
  • ETF Vanguard S&P 500 : Outro ETF que replica o índice S&P 500, formado pelas 500 maiores e mais representativas empresas dos Estados Unidos, a maioria delas blue chips.
  • Santander Acciones Españolas FI: fundo de investimento que investe principalmente em ações de empresas espanholas, incluindo as blue chips do IBEX 35.

Como você pode ver, existem diversas maneiras de investir em blue chips , cada uma com suas vantagens e desvantagens. O importante é que você defina seu perfil de investidor, seu horizonte temporal e seu nível de risco, e que escolha a opção que melhor se adapta às suas necessidades.

Por que investir em blue chips?

Quais ações blue chip são recomendadas para aquisição?

Se você está se perguntando quais são as melhores ações blue chip para comprar, é importante ter em mente que não há uma resposta definitiva.

Muitos traders estão interessados nessas ações porque elas pertencem a empresas líderes do setor há décadas e assim permanecem até hoje.

Uma das vantagens de investir em ações blue chip é que elas costumam constar na lista dos melhores dividendos do ano em curso.

No entanto, é importante lembrar que a política de dividendos de qualquer empresa pode mudar e que você não deve basear sua decisão financeira apenas no pagamento de dividendos.

Abra uma conta demo gratuita agora em uma corretora 100% segura

As 5 principais blue chips europeias

Abaixo, você verá 5 blue chips europeias promissoras, com base na sua capitalização de mercado, no seu crescimento, no seu rendimento de dividendos e no seu potencial futuro.

1. Nestlé (Suíça)

A Nestlé é uma das maiores gigantes da indústria de alimentos e bebidas do mundo. Possui mais de 2.000 marcas que vão desde café, chocolate, água e leite até nutrição infantil, saúde animal e cosméticos.

A Nestlé tem uma capitalização de mercado superior a 300 mil milhões de euros e opera em mais de 190 países.

Em 2022, a Nestlé registou receitas de 84.343 milhões de euros, um lucro líquido de 12.230 milhões de euros e uma margem operacional de 17,7%. Além disso, a Nestlé pagou dividendos de 2,75 francos suíços por ação, proporcionando um rendimento de dividendos de 2,4%.

A Nestlé tem um histórico de crescimento sustentado e aumento de dividendos há mais de 60 anos. A Nestlé também está comprometida com a inovação e a sustentabilidade, investindo em novas tecnologias, produtos saudáveis e na redução de emissões.

2. Royal Dutch Shell (Holanda/Reino Unido)

Esta multinacional de energia é uma das maiores empresas do mundo em termos de receita. A Shell produz e comercializa petróleo, gás natural, eletricidade e biocombustíveis. A Shell tem uma capitalização de mercado superior a 150 mil milhões de euros e opera em mais de 70 países.

Em 2022, a Shell registou receitas de 180.543 milhões de euros, um lucro líquido de 16.462 milhões de euros e uma margem operacional de 9,1%. Além disso, a Shell pagou um dividendo de US$ 1,26 por ação, proporcionando um rendimento de dividendos de 3,6%.

A Shell recuperou o seu nível de lucros e dividendos após a crise causada pela pandemia e a queda dos preços do petróleo em 2020. A Shell também se comprometeu a reduzir as suas emissões líquidas de carbono em 45% até 2035 e em 100% até 2050.

3. Siemens (Alemanha)

A Siemens é líder em eletrificação, automação e digitalização. Oferece soluções inovadoras para diversos setores, como indústria, energia, transporte, saúde e infraestrutura.

A Siemens tem uma capitalização de mercado superior a 120 mil milhões de euros e opera em mais de 200 países. Em 2022, a Siemens registou receitas de 57.139 milhões de euros, um lucro líquido de 5.177 milhões de euros e uma margem operacional de 9%.

Além disso, a Siemens pagou um dividendo de 3,5 euros por ação, o que representa um rendimento de dividendos de 2,9%. A Siemens conseguiu aumentar as suas receitas e lucros apesar do impacto negativo da pandemia em alguns segmentos.

A Siemens também está impulsionando a sua transformação digital e estratégia ESG (ambiental, social e de governança).

4. LVMH (França)

A LVMH é líder mundial em luxo, com mais de 70 marcas de prestígio nos setores de moda, perfumes, relógios, joias, vinhos e bebidas espirituosas. Algumas de suas marcas mais conhecidas são Louis Vuitton, Dior, Fendi, Moët & Chandon e Hennessy.

A LVMH tem uma capitalização de mercado superior a 300 mil milhões de euros e opera em mais de 70 países. Em 2022, a LVMH registou receitas de 44.651 milhões de euros, um lucro líquido de 7.261 milhões de euros e uma margem operacional de 16,3%.

Além disso, a LVMH pagou um dividendo de 6 euros por ação, o que representa um rendimento de dividendos de 0,8%. A LVMH demonstrou a sua capacidade de resiliência e crescimento num contexto de crise sanitária e econômica, graças à sua diversificação geográfica, à sua inovação e à sua adaptação às novas tendências de consumo.

A LVMH também reforçou a sua posição no mercado de luxo com a aquisição da Tiffany & Co.

5. ASML (Holanda)

ASML é o maior fabricante mundial de sistemas de litografia para a indústria de semicondutores.

Estes sistemas permitem a criação de circuitos integrados cada vez mais pequenos e mais potentes, que são utilizados em dispositivos eletrónicos como computadores, telemóveis ou automóveis. A ASML tem uma capitalização de mercado superior a 250 mil milhões de euros e opera em mais de 16 países.

Em 2022, a ASML registou receitas de 14.038 milhões de euros, lucro líquido de 3.599 milhões de euros e uma margem operacional de 25,6%. Além disso, a ASML pagou um dividendo de 2,75 euros por ação, o que representa um rendimento de dividendos de 0,5%.

A ASML tem experimentado um forte crescimento nos últimos anos, impulsionado pela alta demanda por chips e pela sua liderança tecnológica em litografia ultravioleta extrema (EUV).

A ASML também tem um grande potencial futuro, uma vez que se espera que a procura por chips continue a aumentar com o desenvolvimento da inteligência artificial, da Internet das Coisas e do 5G.

Blue Chips com os dividendos mais atrativos

Inúmeras recomendações e conselhos sobre ações blue chip podem ser encontrados na Internet. Porém, é fundamental fazer uma análise adequada antes de tomar qualquer decisão, principalmente se você busca obter um retorno superior ao dividendo. Além disso, investir nessas ações pode ser uma estratégia eficaz para se proteger da inflação.

É verdade que as ações blue chip com altos dividendos tendem a ter um crescimento mais lento em termos de preço das ações , mas há algumas que conseguem combinar taxas de crescimento e dividendos atrativos.

Nesse sentido, são apresentadas quatro ações blue chip com altos dividendos que provaram superar as expectativas.

Zoetis (ZTS)

É uma empresa que se dedica à produção de medicamentos e vacinas para animais. Seu rendimento de dividendos é de 0,77% e seu rendimento médio de dividendos nos últimos 5 anos é de 0,62%. Além disso, registrou um crescimento de 30% nos dividendos.

UnitedHealth (UNH)

Esta empresa é especializada na prestação de seguros de saúde. Seu rendimento de dividendos é de 1,32% e seu rendimento médio de dividendos nos últimos 5 anos é de 1,55%. Também viu um crescimento de 16% nos dividendos.

Mastercard Inc (MA)

É um processador de pagamentos. Seu rendimento de dividendos é de 0,61% e seu rendimento médio de dividendos nos últimos 5 anos é de 0,56%. Além disso, registou um crescimento de 11,36% nos dividendos.

Nvidia (NVDA)

Esta empresa dedica-se à fabricação de semicondutores. Ao contrário dos anteriores, o seu rendimento de dividendos é baixo, de 0,11%. Seu rendimento médio de dividendos nos últimos 5 anos é de 0,22%. Não há menção à taxa de crescimento dos dividendos.

Abra uma conta demo gratuita agora em uma corretora 100% segura

O que são dividendos e como eles afetam meu investimento?

Os dividendos representam uma forma fundamental de as empresas recompensarem os seus acionistas, devolvendo uma parte dos lucros gerados.

Esses pagamentos podem ser feitos em dinheiro ou na forma de ações e geralmente são periódicos, como trimestralmente ou anualmente. O recebimento de dividendos tem diversas implicações para os investidores.

Os dividendos oferecem receitas adicionais que podem ser reinvestidas na mesma empresa, ampliando assim o retorno e a riqueza do investidor. Também oferecem a opção de diversificar o investimento, destinando esse rendimento a outras oportunidades, ou mesmo utilizando-o para cobrir despesas pessoais, proporcionando uma fonte de liquidez.

Além disso, os dividendos são um indicador da saúde e estabilidade financeira da empresa emissora. Um histórico consistente de pagamentos de dividendos pode aumentar a confiança dos investidores, aumentar o valor das ações e atrair mais participantes para o mercado de ações.

Contudo, é importante salientar que por vezes um elevado foco no pagamento de dividendos pode sugerir que a empresa não tem oportunidades suficientes para crescimento interno ou projetos de expansão, optando por distribuir lucros em vez de reinvesti-los para o desenvolvimento contínuo da empresa.

Outra consideração significativa é o aspecto fiscal dos dividendos, uma vez que são tributáveis como ganhos de capital. Isto implica que os investidores devem pagar impostos sobre os dividendos recebidos, reduzindo assim a sua rentabilidade líquida.

A taxa de imposto varia de acordo com o país de residência do investidor e o país a partir do qual os dividendos são pagos, podendo variar de acordo com o tipo e o montante do dividendo.

Qual é a rentabilidade esperada das blue chips?

Em geral, os Blue Chips são conhecidos por serem investimentos estáveis e seguros a longo prazo, o que significa que oferecem retornos relativamente constantes e previsíveis em comparação com ações mais voláteis.

No entanto, esta estabilidade traduz-se frequentemente em retornos moderados em comparação com ações de empresas mais pequenas e em crescimento.

Além dos dividendos, a rentabilidade das Blue Chips também pode advir do crescimento do valor das ações ao longo do tempo.

Embora essas empresas normalmente não experimentem aumentos explosivos de valor como algumas ações de startups, elas tendem a crescer de forma constante e podem oferecer uma valorização de capital significativa no longo prazo.

Da mesma forma, os Blue Chips estão intrinsecamente ligados à saúde da economia em geral e ao desempenho dos mercados financeiros.

Durante períodos de estabilidade econômica e crescimento, as Blue Chips podem gerar retornos fortes e consistentes. No entanto, em tempos de recessão ou crise econômica, estas ações são muitas vezes consideradas portos seguros pelos investidores, que conseguem manter o seu valor no mercado mesmo quando outros investimentos sofrem perdas significativas.

Como você pode minimizar o risco ao investir em blue chips?

Investir em blue chips pode ser uma forma de minimizar o risco ao investir na bolsa de valores , uma vez que se trata de ações de empresas grandes, consolidadas, estáveis e lucrativas no longo prazo.

Contudo, como qualquer investimento, as blue chips não estão isentas de riscos, podendo ser afetadas por alterações no mercado, no setor ou no comportamento do consumidor. Por isso, é importante seguir algumas dicas para gerenciar riscos ao investir em blue chips:

Tenha confiança em seu perfil de risco

Antes de investir em blue chips, você deve conhecer seu perfil de risco, ou seja, sua capacidade e disposição para assumir potenciais perdas.

Diversificar

Não coloque todos os ovos na mesma cesta. Investir em diversas blue chips de diferentes setores e países permite reduzir o risco específico de cada empresa e aproveitar as oportunidades oferecidas pelo mercado global.

Avalie notícias financeiras

Estar atento às notícias financeiras permite antecipar possíveis mudanças que podem afetar o valor das blue chips. Por exemplo, se houver uma crise econômica, uma regulamentação mais rigorosa ou uma inovação disruptiva que possa prejudicar as blue chips, pode vender as suas ações antes que percam valor.

Pelo contrário, se houver uma recuperação econômica, vantagem competitiva ou expansão do mercado que possa beneficiar as blue chips, poderá comprar mais ações antes que subam de preço.

Siga a regra do 1%

Esta regra consiste em não arriscar mais de 1% do seu capital total em cada operação. Dessa forma, você limita suas perdas potenciais e protege seu capital. Por exemplo, se tiver 10.000 euros para investir, não deverá investir mais de 100 euros em cada blue chip.

Use as proporções

As proporções financeiras são indicadores que permitem analisar a situação e o desempenho das blue chips. Algumas das proporções mais importantes são:

  • O PER (Price Earnings Ratio), que mede a relação entre o preço da ação e o lucro por ação. Um P/E baixo indica que a ação está barata e tem maior potencial de crescimento.
  • O EPS (Earnings Per Share), que é aplicado para medir o lucro líquido que a empresa obtém por cada ação. Um EPS elevado indica que a empresa é lucrativa e cria valor para os acionistas.
  • O ROE (Return On Equity), mede a rentabilidade que a empresa obtém com recursos próprios. Um ROE elevado indica que a empresa utiliza seu capital de forma eficiente e gera lucros.
  • O RPD (Rentabilidade por Dividendo), que mede o percentual do dividendo que a empresa paga sobre o preço da ação. Um RPD elevado indica que a empresa recompensa generosamente os seus acionistas e tem uma política de dividendos estável.

Abra uma conta demo gratuita agora em uma corretora 100% segura

Alberto Carranza

Diretor e desenvolvedor de empreendimentos online. Especialista em aplicações financeiras como forex, ações, criptomoedas. Pesquisador de novos mercados disponíveis para pessoas com conhecimento financeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *